Tuesday, September 08, 2015

Exportações de lácteos registram crescimento de 116,2% em julho

O dólar valorizado tem favorecido as exportações de diversos setores ligados ao agronegócio. Um dos segmentos em alta é o de lácteos, que engloba leite UHT, leite em pó, soros, manteigas, queijos, entre outros produtos derivados do leite. De acordo com um levantamento realizado pela Scot Consultoria, em julho, o setor alcançou uma receita de US$ 44,2 milhões, ante US$ 20,5 milhões em junho e US$ 32 milhões em julho de 2014.
O incremento de julho em relação a junho foi de 116,2% em faturamento. Juliana Pila, zootecnista e analista de mercado da Scot Consultoria, explica que a alta disponibilidade de leite no mercado interno também ajudou as indústrias a embarcarem mais produtos no sétimo mês do ano.
Em volume, segundo dados do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), em julho deste ano foram embarcados 9,56 milhões de toneladas de produtos lácteos, contra 7,93 milhões de toneladas referente ao mesmo período do ano passado.
No Paraná, segundo dados do Departamento de Economia Rural (Deral), da Secretaria de Estado da Agricultura, Pecuária e do Abastecimento (Seab), no ano passado o Estado arrecadou em US$ 28,84 milhões, ante US$ 5,96 milhões no comparativo com o mesmo período do ano anterior. Fábio Mezzadri, técnico do Deral, afirma que 2014 foi um ano atípico para as exportações paranaenses de lácteos por causa do dólar supervalorizado.
Além disso, afirma Mezzadri, a abertura de novos mercados e a alta disponibilidade de leite naquele ano, ajudaram o Estado a atingir um patamar de envio acima do normal. No ano passado foram produzidos no Estado 4,3 bilhões de litros de leite.
De janeiro a julho deste ano, o Paraná arrecadou US$ 2,59 milhões com as exportações de lácteos. Mezzadri afirma que apesar do número ser bem baixo em relação ao ano passado, está dentro da normalidade. Para 2015 a estimativa de exportação de lácteos deve chegar a US$ 6 bilhões.
Em volume, foram embarcados nos primeiros sete meses deste ano 654 toneladas de produtos e subprodutos ligados à cadeia leiteira. Em 2014, os paranaenses enviaram ao exterior 6,1 mil toneladas, ante 1,4 mil toneladas encaminhados para exportação em 2013.
Mercado leiteiro
O valor do litro do leite pago ao produtor tem ficado aquém do que esperavam os produtores. De acordo com dados do Deral, a média de preço do litro de leite recebido pelo produtor em agosto ficou em R$ 0,99, contra R$ 0,97/l em julho e R$ 1,02/l contabilizado em agosto de 2014. Altair Romero, produtor na região de Lupionópolis (Norte), lembra que o preço do leite caiu muito nos últimos meses. Contudo, ele afirma que os valores já começaram a melhorar.
Romero tem recebido R$ 1,08 pelo litro de leite entregado na cooperativa em que é associado. Há três meses o valor estava em R$ 0,82/l. Com o valor atual, o produtor afirma que já consegue cobrir os seus custos de produção. Ele reclama que os insumos estão cada vez mais caros, mas acredita que produzir leite ainda é uma tarefa compensadora, principalmente em pequenas propriedades. Com um rebanho de 40 vacas, das quais 22 em lactação, Romero produz 400 litros de leite por dia.
Agrolink
Related products
See this news in: english
Other news
DATAMARK LTDA. © Copyright 1998-2021 ®All rights reserved.Av. Brig. Faria Lima,1993 third floor 01452-001 São Paulo/SP