sexta-feira, 11 de março, 2022

Owens Illinois se une à Heineken e startup SOLOS para reciclagem de vidro

Pequenos vilarejos que são verdadeiros paraísos tropicais têm sido descobertos e se tornado destinos bastante procurados por turistas durante a alta estação. Assim é Caraíva, vila localizada no sul da Bahia, pertencente à cidade de Porto Seguro, que conta com cerca de 800 habitantes e chega a receber 7.000 pessoas durante o verão, o que gera diversas demandas em relação ao recolhimento de resíduos, principalmente por causa das restrições de acesso e particularidades logísticas e de infraestrutura.
Nesse contexto, foi lançado o projeto Vidrado, iniciativa de coleta seletiva liderada pela Heineken, a startup SOLOS e a festa AWE, que agregou a parceria da Owens Illinois – líder mundial na fabricação de embalagens de vidro e a maior recicladora do material no Brasil. Sua segunda edição, teve início no fim de dezembro com o objetivo de recolher pelo menos 100 mil garrafas de vidro até 5 de março. Com responsabilidades compartilhadas entre iniciativa privada, indústria e turistas para mobilização dos estabelecimentos comerciais e sensibilização dos visitantes do vilarejo, o objetivo foi superado e mais de 100 mil garrafas vão se transformar em novas embalagens de vidro.
“O Vidrado nasceu da união entre comunidade, administração pública e setor privado para resolver o desafio do descarte correto do vidro. Conseguimos garantir a adesão massiva de moradores, empresários e turistas que passaram a entender que o vidro que movimenta a economia local agora também integra a economia circular, pois garrafas são transformadas em novas garrafas e todo mundo ganha com isso”, destaca Saville Alves, cofundadora da SOLOS.
O projeto contou tanto com a coleta porta a porta quanto com a instalação de pontos de entrega voluntária e, além do trabalho de limpeza e conservação, forneceu qualificação e geração de renda à população local por meio da reciclagem. Para Morgana Correa, gerente jurídica e de Relações Governamentais da O-I e líder do Comitê de Sustentabilidade da empresa na América do Sul, é importante que a indústria esteja comprometida com projetos como o Vidrado, reforçando a responsabilidade que lhe cabe sobre a logística reversa do vidro.
“Na O-I, estamos altamente comprometidos com a questão ambiental e por isso assumimos o compromisso de investir em projetos que incentivem o descarte correto de resíduos sólidos e que promovam consciência ambiental na população por meio da reciclagem do vidro. Essa ação em Caraíva nos dá muita satisfação pois sabemos que, fortalecendo a destinação correta de resíduos, estamos atuando diretamente na preservação de um paraíso”, ressalta a executiva.
A mobilização foi realizada com quadriciclo em 130 bares, restaurantes e pousadas para conscientização da importância da coleta seletiva e distribuição de sacos de ráfia, mais resistentes, para apoiar a armazenamento do vidro. Ao todo, a ação gerou aproximadamente R$ 70 mil em renda local, incluindo a contratação de mão de obra para atuar em todo o projeto – mobilização, coleta, triagem –, aquisição de materiais, contratação de fornecedores, além de investimentos locais, como a revitalização da OCA, uma iniciativa de legado da comunidade indígena Xandó e que havia sido destruída em um incêndio.
“Foi uma iniciativa muito boa, pois ajuda a natureza, garantindo a preservação da comunidade local e do meio ambiente, além de estarmos conscientizando as pessoas, daqui e de fora, sobre o pós-consumo, como para onde vai, o que é feito com o vidro e o que este material se torna em seguida”, comenta Kairan Santos, da comunidade índigena Pataxó da Aldeia Xandó, que trabalhou na ação em suas duas edições.
- Reaproveitamento de cacos de vidro e sustentabilidade
A embalagem de vidro é a mais sustentável do planeta por ser a única que pode ser reutilizada, retornada, reciclada e transformada em outra nova sem nenhuma perda de matéria-prima e ainda gerando menor consumo de energia com menor emissão de resíduos e partículas de CO2. Cada tonelada de vidro reciclado gera economia de 2,9% no consumo de energia durante o processo produtivo. E, com 1 tonelada de caco, é possível reduzir a emissão de 0,50 tonelada de CO2. Outra vantagem é que a cada 50 quilos de vidro reciclado, deixam de ser ocupados 0,04 m3 em aterros para resíduos sólidos.
“A ação em Caraíva faz parte de diversas iniciativas que temos adotado para ampliar a reciclagem do vidro. Sabemos o quão desafiador é o processo de logística reversa e entendemos que todos os atores sociais envolvidos direta ou indiretamente devem unir forças para a promoção de resultados positivos”, enfatiza Daniel Jekl, Gerente de Marketing Americas South da O-I.
A Owens Illinois é uma empresa altamente comprometida com a sustentabilidade e a reciclagem do vidro, que tem como meta atingir 50% de uso de cacos como matéria-prima para a produção de novas embalagens até 2030. Os cacos são utilizados no processo de fabricação com total aproveitamento na O-I, resultando em embalagens novas com as mesmas características de qualidade das produzidas a partir de matérias-primas virgens, sendo que cada quilo de caco utilizado na produção de novas embalagens substitui o equivalente a 1,2 quilo de matérias-primas virgens, proporcionando benefícios para o meio ambiente e a sociedade.
https://embalagemmarca.com.br/2022/03/owens-illinois-se-une-a-heineken-e-startup-solos-para-reciclagem-de-vidro/ EmbalagemMarca - 11/03/2022
Produtos relacionados
Outras noticias
DATAMARK LTDA. © Copyright 1998-2022 ®All rights reserved.Av. Brig. Faria Lima,1993 3º andar 01452-001 São Paulo/SP