quarta-feira, 27 de maio, 2020

Covid-19: Brasil tem segunda maior incidência de mortes na América Latina

O Brasil tem a segunda maior incidência de mortes causadas por coronavírus na América Latina. São 110,43 óbitos para cada milhão de habitantes. Apenas o Equador está pior, com 181,54 falecimentos para a mesma porção da população. A situação no país ganhou as manchetes quando o sistema de coleta de corpos em Guaiaquil colapsou. Os números são do OurWorldInData, projeto de pesquisadores da Universidade de Oxford, na Inglaterra, que divulga material do mundo todo sobre diversos assuntos, entre eles a Covid-19. Neste caso, o site usou as informações da Universidade John Hopkins, dos EUA. Elas foram analisadas pelo (M)Dados, núcleo de jornalismo de dados do Metrópoles. O Brasil teve o primeiro caso reportado de coronavírus na América Latina, em 26 de fevereiro. A primeira morte foi notificada na Argentina, em 8 de março. Desde então, foram contabilizados 41,4 mil óbitos e 764,3 mil contaminações na região. Na última sexta feira (22/05), a Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou o local como o novo epicentro da doença no mundo e o Brasil como o Estado que mais preocupa. Em números absolutos, o nosso país é o líder, com 374,9 mil casos e 23,5 mil mortes. A comparação entre populações de tamanhos diferentes é injusta, por isso usa-se a métrica de casos a cada milhão de habitantes. Ela funciona da seguinte maneira: suponha que há 10 diagnósticos em um país e 2 milhões de habitantes. Nesse caso, são cinco infectados confirmados a cada milhão de habitantes. Quando esse cálculo é feito para todos os países da América Latina, o Chile é onde ocorrem mais contaminados por milhão de habitantes, com 3.780; seguido pelo Peru, com 3.760 a cada milhão; e o Panamá, que tem 2.591 por milhão. O Brasil está em quinto, com 1.763 casos para cada milhão de habitantes. A comparação entre os diversos países, mesmo levando em conta a população de cada nação, deixa de fora um outro fator muito importante: a subnotificação de casos. E, nesse quesito, os números indicam que o Brasil é campeão. Não é possível, entretanto, calcular a falta de registros em cada Estado sem estudos pormenorizados e, por isso, esse fator não foi levado em consideração nesta reportagem.
Metropoles - 27/05/2020
Ver esta noticia em: english espanhol
Outras noticias
DATAMARK LTDA. © Copyright 1998-2020 ®All rights reserved.Av. Brig. Faria Lima,1993 3º andar 01452-001 São Paulo/SP