quarta-feira, 18 de agosto, 2021

Grupo Hinode reduz 143 toneladas de material não reciclável no meio ambiente

O departamento de ESG (Governança Ambiental, Social e Corporativa) do Grupo Hinode vem atuando em todas as vertentes da sigla para atingir a meta de se tornar uma marca reconhecida também pelas suas práticas sociais, ambientais e de governança.
Investindo fortemente em seus quatro pilares –tecnologia, inovação, qualidade e meio ambiente –, a empresa conseguiu números animadores em relação a redução de uso de recursos não renováveis na produção de suas embalagens.
De janeiro de 2020 a julho de 2021, a marca evitou que 143 toneladas de material fossem parar no meio ambiente.
Entre as ações estão a redução de 34,2 toneladas de uso de plástico em novas embalagens, além da diminuição de 81,5 toneladas de papelão na produção de janeiro de 2020 a julho de 2021, somando também a baixa de 28% de plástico nas embalagens lançadas em julho e agosto de 2021. Outro destaque para o período de julho de 2020 a julho de 2021 foi a produção de 26,9 toneladas de embalagens utilizando apenas fontes renováveis com produtos que trazem o Selo I´m Green – PE verde, plástico produzido pela Braskem a partir da cana-de-açúcar, matéria-prima renovável, em comparação com polietilenos tradicionais que utilizam matérias-primas de fonte fóssil, como petróleo ou gás natural.
Para Carla Gama, VP de Estratégia, Pessoas e ESG da companhia, essas atitudes só vêm ao encontro aos valores da marca, que já nasceram com o ESG, principalmente no âmbito social, já que é uma grande plataforma de empreendedorismo para seus consultores. “O propósito da Hinode sempre foi ligado em gerar melhorias à sociedade como um todo, agora estamos ampliando essas ações também a outros setores e com a tecnologia que dispomos hoje, vamos avançar cada vez mais”.
EmbalagemMarca - 17/08/2021
Outras noticias
DATAMARK LTDA. © Copyright 1998-2022 ®All rights reserved.Av. Brig. Faria Lima,1993 3º andar 01452-001 São Paulo/SP