sexta-feira, 26 de março, 2021

Setor de supermercados é o que mais contrata

Mesmo diante de uma das maiores crises sanitárias do País, o setor de supermercados, considerado serviço essencial durante a pandemia, registrou um cenário de alta nas contratações, durante todo o ano de 2020.
De acordo com o último levantamento da Associação Paulista de Supermercados (Apas), a geração líquida de emprego formal no setor supermercadista de São Paulo foi 46,5% maior do que em 2019, atingindo 18,7 mil vagas preenchidas. O resultado positivo é o melhor desde 2014, quando o saldo anual foi de 18,9 mil empregos.
A pesquisa analisou também o mês de dezembro, melhor período para a geração de empregos neste setor, e apontou que o varejo alimentar criou 18 mil vagas em todo o País, resultado 76,5% maior que em dezembro de 2019.
Os números otimistas foram sentidos por exemplo, por redes como o Barbosa Supermercados, que possui 32 lojas na capital, grande São Paulo e interior. Em 2019 elas registraram 1.462 admissões, enquanto em 2020, primeiro ano de pandemia, foram feitas ao todo 1.618 contratações formais.
“Percebemos uma alta demanda na procura de vagas nas nossas lojas, devido à crise causada pelo novo coronavírus, principalmente porque os funcionários considerados do grupo de risco tiveram que ser afastados de suas funções”, afirma Cristiane Andrade, gerente de RH da Rede Barbosa Supermercados.
Além de ser considerado um essencial, o setor supermercadista também é conhecido como a porta de entrada do primeiro emprego formal de muitos brasileiros.
“Cargos fundamentais como operador de caixa, conferente, repositor, padeiros, açougueiros e ajudante geral estão entre as vagas que foram preenchidas nos últimos meses. Alguns temporários, devido a alta demanda, também já foram efetivados”, completa Cristiane.
superVarejo - 22/03/2021
Outras noticias
DATAMARK LTDA. © Copyright 1998-2021 ®All rights reserved.Av. Brig. Faria Lima,1993 3º andar 01452-001 São Paulo/SP