segunda-feira, 18 de maio, 2020

Digitalizar atendimentos é desafio, mas também esperança para autônomos

A forma tradicional de trabalhar, tanto de comerciantes quanto prestadores de serviço, precisou ser repensada rapidamente nos últimos dias. Diante da pandemia, empresários que tinham apenas lojas físicas precisaram se reinventar para continuar com o negócio lucrativo, mudando completamente seu modelo de atuação. Já para os prestadores de serviços, a internet também virou a melhor aliada para captar e fidelizar clientes. Captar, atender e fidelizar clientes durante a crise causada pela pandemia é um grande desafio. Lançado há oito meses, a Uber para serviços de beleza BNYOU, funciona  como uma plataforma que reúne profissionais massagistas, maquiadores, manicures, cabeleireiros e barbeiros. Através do sistema, os interessados escolhem o serviço, pagam, e agendam o atendimento que é realizado na casa do cliente. A plataforma registrou aumento de 40% na procura pelos serviços desde março. Uma das prestadoras de serviço parceira da plataforma, Simone Nunes, tecnóloga em estética, viu o trabalho diminuir expressivamente com a pandemia. Foi recorrendo à tecnologia que encontrou uma forma de continuar trabalhando. Simone, cadastrada na BNYOU desde o seu lançamento, foi a profissional mais procurada do aplicativo no ano passado e viu no sistema uma forma de atrair e fidelizar clientes. Hoje, de todos os atendimentos realizados pela empreendedora, ao menos um por dia, vem de agendamentos pela plataforma. Na visão de Simone o aplicativo ajuda pois realiza todo o processo de captação, marketing, negociação e pagamento. “É uma facilidade tanto para o cliente quanto pra mim. Não preciso intermediar, oferecer valor, isso tudo a plataforma já faz, inclusive a divulgação e o marketing”, afirma Simone. Por ser um atendimento a domicílio os cuidados com a segurança foram redobrados após o início a pandemia. “Implementamos protocolos de monitoramento de sintomas, de higienização com álcool e hipoclorito de sódio e de uso de máscaras e luvas em todos os atendimentos. Esse rigor também se aplica a clientes, que só podem ser atendidos se consentirem com os protocolos de segurança. Batizamos esse conjunto de procedimentos de Pacto de Cuidados, porque são cuidados essenciais para todos”, explicam Gabriella Garcia e Fábio Rigoni, sócios da BNYOU. A tecnologia trouxe uma solução tanto para quem está ofertando seu conhecimento, produto ou serviço, e também para quem está isolado. Mas é preciso identificar quais os problemas do mercado e desenhar o processo antes de torná-lo digital. Essas são as dicas de Rafael Tortato, Coordenador Estadual de Startups e Inovação do Sebrae/PR. Segundo Rafael, neste momento, tanto para empreendedores que já tem um negócio consolidado quanto para autônomos, um dos pontos fundamentais para que a digitalização tenha sucesso é ouvir o que o cliente e o mercado precisam. “É preciso ouvir o cliente e o mercado para que a solução proposta realmente atenda a necessidade e expectativas.  Não adianta desenvolver uma ideia que não esteja vinculada à necessidade do cliente”, explica.
Gazeta do Povo - 15/05/2020
Ver esta noticia em: english espanhol
Outras noticias
DATAMARK LTDA. © Copyright 1998-2020 ®All rights reserved.Av. Brig. Faria Lima,1993 3º andar 01452-001 São Paulo/SP