terça-feira, 24 de março, 2020

Marfrig irá fabricar álcool em gel no interior de SP

A fabricante de alimentos Marfrig passará a produzir álcool em gel em uma fábrica em Promissão, interior de São Paulo, para distribuir em suas fábricas e para instituições de saúde próximas. Com a pandemia do coronavírus, o produto usado na higienização é um dos mais requisitados por empresas e consumidores. A unidade de Promissão também tem operações de abate e desossa. Já havia uma fábrica de sabão e álcool em gel, produtos usados nas operações internas do frigorífico, mas que por razões econômicas estava desativada há cerca de um ano. O primeiro lote será distribuído para as 12 unidades da companhia instaladas no Brasil. Os lotes seguintes serão destinados aos 18.000 colaboradores da Marfrig no país e doados para instituições assistenciais e hospitais localizados nas cidades nas quais a companhia atua. “Entendemos que, na atual situação, era importante reativar essa unidade”, disse Miguel Gularte, diretor-presidente da Marfrig em entrevista à EXAME. Nas últimas semanas, o álcool em gel, produto importante para a higienização e prevenção ao coronavírus, desapareceu de prateleiras de supermercados e farmácias. Empresas restringiram as compras por consumidor. O grupo LVHM, da marca de luxo Louis Vuitton, e a fabricante de cervejas Ambev também passaram a fabricar o produto. “Até para empresas o fornecimento de álcool em gel está difícil”, afirmou o diretor da Marfrig. Todas as 14 plantas da Marfrig Global Foods, no Brasil, nos Estados Unidos, na Argentina, no Uruguai e no Chile, continuam em operação para abastecer o mercado interno brasileiro e mais de 100 países. A empresa intensificou os cuidados com os 30 mil funcionários nas fábricas, como uma frequência maior de limpeza de superfícies e monitoramento da temperatura de todos os funcionários. Colaboradores em grupo de risco foram afastados ou estão trabalhando em home office. A empresa anunciou ainda a doação de 7,5 milhões de reais para o Ministério da Saúde. O valor será destinado à compra de 100 mil testes rápidos para diagnosticar o novo coronavírus.
Exame - 24/03/2020
Ver esta noticia em: english espanhol
Outras noticias
DATAMARK LTDA. © Copyright 1998-2020 ®All rights reserved.Av. Brig. Faria Lima,1993 3º andar 01452-001 São Paulo/SP