quarta-feira, 03 de maio, 2017

Cafeteria em São Paulo inova em seu modelo de cobrança

SÃO PAULO - A cafeteria Lemni, localizada na cidade de São Paulo, inovou no seu método de cobrança. Os clientes não pagam pela quantidade consumida, mas sim pelo tempo de permanência dentro do estabelecimento.
A ideia partiu de uma das fundadoras, Rebecca Nogueira, após ter visto o modelo durante uma viagem para a França. Sem recordações sobre a existência do tipo de comércio no Brasil, ela deciciu abrir um estabelecimento com o mesmo modelo em junho de 2016.
Rebecca administra a cafeteria com sua irmã, Giuliana Nogueira, mas não conta com funcionários. A ideia inicial era captar investimento para dar andamento ao projeto. Sem concluir a meta, foi necessário realizar aporte de capital próprio para dar vida ao negócio. A empreendedora não quis revelar o valor investido, mas garantiu que os custos do local, atualmente, estão sendo pagos com a receita gerada.
Na porta do estabelecimento, o cliente recebe uma comanda com a hora de sua entrada. Os primeiros 30 minutos custam R$ 12, com acréscimo de R$ 3 para cada 15 minutos a mais de permanência. "Tentamos deixar o ambiente mais agradável para que o cliente sinta-se à vontade para fazer outras atividades além de tomar café", destaca Rebecca.
DCI - 03/05/2017
Produtos relacionados
Ver esta noticia em: english espanhol
Outras noticias
DATAMARK LTDA. © Copyright 1998-2019 ®All rights reserved.Av. Brig. Faria Lima,1993 3º andar 01452-001 São Paulo/SP