segunda-feira, 20 de junho, 2016

Mercado encolhe, mas dona do Mentos aumenta vendas

A multinacional ítalo-holandesa Perfetti Van Melle, dona de marcas como Mentos, Fruittella e Chupa Chups, avança no mercado brasileiro de balas e gomas de mascar com uma nova estratégia de distribuição de produtos, lançamentos e reajuste nos preços abaixo da inflação neste ano.
Enquanto o mercado de gomas de mascar encolheu 4% no acumulado de 12 meses até abril, segundo a Nielsen, as vendas da Perfetti Van Melle aumentaram 9,2%. Na categoria de balas, as vendas do setor encolheram 5% em volume e as vendas da ítalo-holandesa tiveram incremento de 0,2%. Henrique Veloso, presidente da Perfetti Van Melle no Brasil, disse que espera uma melhora nas condições do mercado brasileiro no segundo semestre e que vê espaço para fechar o ano com crescimento em vendas no país de dois dígitos.
"Em momentos de crise é mais difícil consolidar a marca, mas acredito que vai ser possível sair desse período, em 2017 ou 2018, em uma posição fortalecida", afirmou Veloso. A Perfetti está no Brasil desde 1999. Desde 2013, a companhia passou a ocupar a segunda posição no mercado de balas e gomas de mascar, ultrapassando a Arcor e ficando atrás apenas da Mondelez International.
De acordo com dados da Euromonitor International, em 2015 a companhia atingiu no Brasil 8,6% de participação de mercado na categoria de balas e gomas, ante 8,3% no ano anterior. A Mondelez perdeu 0,2 ponto percentual em participação de mercado em 2015, chegando a 77,8%. A Arcor, atingiu 6,5% de participação, com queda de 0,1 ponto percentual ante o ano anterior.
Veloso disse que parte desse ganho de mercado resultou de mudanças na estratégia de distribuição de produtos, concluída há dois meses. A companhia ampliou a distribuição de balas e gomas para redes de atacarejo e supermercados de bairro, para atingir consumidores que reduziram as idas aos hipermercados para fazer economia. A empresa também estendeu a distribuição para bares, lojas de conveniência, padarias e restaurantes populares. "Lidamos com um produto de consumo de impulso. É fundamental estar próximo de onde estiver o consumidor neste momento", afirmou Veloso.
Como parte da estratégia de melhoria na logística, a companhia também inaugura em julho um centro de distribuição em Cabo de Santo Agostinho (PE), que será responsável pela logística para as regiões Nordeste e Norte do país. O valor investido na unidade é mantido em sigilo pela empresa. Atualmente, toda a produção e distribuição no Brasil é feita a partir do complexo que a Perfetti Van Melle possui em Vinhedo (SP).
O executivo disse ainda que amplia neste ano a oferta de balas e gomas em embalagens econômicas, como uma embalagem econômica do Mentos, com dez balas, vendida a R$ 1 a unidade. A companhia também avalia colocar no mercado novas linhas de gomas de mascar e balas para "oxigenar" o mercado. A previsão é lançar 10 produtos neste ano, mesmo número do ano passado.
Veloso acrescentou que a companhia fez mudanças na área industrial e trocou fornecedores para conter a elevação de custos. De acordo com a Associação Brasileira da Indústria de Chocolates, Cacau, Amendoim, Balas e Derivados (Abicab), os custos de matérias-primas para produção de balas e gomas estão 20% maiores neste ano, em média, considerando insumos como açúcar, energia, mão de obra e combustíveis. "Melhorias feitas na fábrica e na parte logística permitiram à Perfetti Van Melle controlar os custos e repassar para os consumidores neste ano um reajuste de preços abaixo da inflação", afirmou. Os concorrentes reajustaram preços em linha com a inflação.
A Perfetti Van Melle é uma companhia de capital fechado e não divulga informações sobre seus resultados financeiros. No Mundo, a companhia fatura, em média, € 2,5 bilhões por ano. A empresa não informa receita no Brasil.
Valor Econômico
Produtos relacionados
Ver esta noticia em: english espanhol
Outras noticias
DATAMARK LTDA. © Copyright 1998-2019 ®All rights reserved.Av. Brig. Faria Lima,1993 3º andar 01452-001 São Paulo/SP