Monday, April 20, 2020

Videoconferência vira rotina em home office

A mudança do formato de trabalho para home office em meio à pandemia do coronavírus fez um mercado específico ver o número de seus usuários crescer de forma exponencial. As videoconferências tornaram-se essenciais para manter o funcionamento dos mais variados segmentos, sendo utilizadas também para transmissão de eventos, desde lives do mercado a shows de músicas, até reuniões corporativas e encontros familiares e com amigos. Veja algumas das plataformas mais utilizadas e suas características: ZOOM - Oferecendo serviços de reuniões por vídeo e voz, além de webinars, a plataforma viu o seu número de usuários explodir, mas nos últimos dias teve sua imagem arranhada ao serem divulgadas informações de problemas da plataforma em relação à privacidade e segurança. Após ter dados roubados por hackers e eventos invadidos, algumas empresas deixaram de usar o Zoom. Entre elas, a Siemens e a Tesla, e também a Anvisa, no Brasil. Tentando entregar mais segurança aos seus usuários, a plataforma informou na quarta-feira, 15, que fez uma série de atualizações para evitar que estas situações se repitam. O Zoom permite até 100 pessoas em uma reunião e, na forma gratuita, chamadas de até 40 minutos. GOOGLE HANGOUTS e MEETS - O Google tem algumas plataformas de comunicação disponíveis. O Hangout é um aplicativo de texto, áudio, vídeo e compartilhamento de arquivos e fotos voltado para o público comum. Já o Google Meet, antes Hangouts Meets, já tem como foco videoconferências e o uso profissional, e inicialmente não estava disponível para todos os que têm uma conta do Google, mas sim para quem assina o pacote de produtos para empresas, escolas etc. Este mês, ele foi renomeado para Google Meet e segue como um concorrente direto do Zoom. Neste formato, permite reuniões para até 250 pessoas. Como vantagens, as ferramentas do Google permitem a sincronização com todos os serviços da empresa. SKYPE e MICROSOFT TEAMS - As duas plataformas foram criadas pela Microsoft. Antigo conhecido do mercado, o Skype conta com versões gratuitas na web e também o app. Permite chamadas de áudio e vídeo com grupos de até 50 pessoas. Já o Microsoft Teams é uma solução de vídeo conferência que faz parte do pacote de ferramentas corporativas da empresa, mas seu uso foi liberado pela Microsoft durante a pandemia do novo coronavírus. Com grande alcance, comporta até 10 mil participantes. WHATSAPP - Extremamente popular no Brasil, o WhatsApp também pode ser usado para vídeo chamadas, mas tem como restrição a possibilidade da participação de apenas quatro pessoas. Mesmo assim, destaca-se por seu alcance e por ser gratuito. FACEBOOK MESSENGER - Rede social também de grande popularidade no Brasil, onde tem milhões de usuários e um de seus principais mercados, o Facebook permite a realização de vídeo conferências pelo Messenger. A vantagem fica também por seu grande alcance na população brasileira; basta ter uma conta para usar a ferramenta.
Meio&Mensagem - 17/04/2020
See this news in: english espanhol
Other news
DATAMARK LTDA. © Copyright 1998-2020 ®All rights reserved.Av. Brig. Faria Lima,1993 third floor 01452-001 São Paulo/SP