Wednesday, February 05, 2020

Com Braskem no Novo Mercado, Petrobrás abre porta para saída da empresa

A Petrobras está debruçada em levar a Braskem ao Novo Mercado, segmento de maiores exigências de práticas de governança corporativa da B3, como um primeiro passo efetivo para preparar terreno para sua saída da petroquímica, por meio de uma oferta subsequente de ações (follow on). Terminada a migração ao segmento mais exigente da Bolsa – que exigirá a extinção dos papéis sem direito a voto, os preferenciais -, a companhia seguirá para a oferta. Ela vai marcar a saída integral da Petrobrás, que possui 47% das ações ordinárias e 22% das preferenciais, da petroquímica. Apesar da ação da Braskem não estar em um bom momento, com queda acumulada de 33% em 12 meses e cotada a R$ 34,40, a estatal venderá o ativo com bastante lucro. Nos livros contábeis da petrolífera, a ação está marcada em R$ 10. Por partes. Já começa a ser desenhada, mesmo que de maneira informal, uma programação para essa rota de saída da petroleira. Uma das iniciativas é a conclusão da negociação do contrato de nafta que vence no fim do ano, com o objetivo de tirar a pressão sob o preço do papel. A nafta é a principal matéria-prima da indústria petroquímica e fornecida pela Petrobrás. A Petrobras está debruçada em levar a Braskem ao Novo Mercado, segmento de maiores exigências de práticas de governança corporativa da B3, como um primeiro passo efetivo para preparar terreno para sua saída da petroquímica, por meio de uma oferta subsequente de ações (follow on). Terminada a migração ao segmento mais exigente da Bolsa – que exigirá a extinção dos papéis sem direito a voto, os preferenciais -, a companhia seguirá para a oferta. Ela vai marcar a saída integral da Petrobrás, que possui 47% das ações ordinárias e 22% das preferenciais, da petroquímica. Apesar da ação da Braskem não estar em um bom momento, com queda acumulada de 33% em 12 meses e cotada a R$ 34,40, a estatal venderá o ativo com bastante lucro. Nos livros contábeis da petrolífera, a ação está marcada em R$ 10. Por partes. Já começa a ser desenhada, mesmo que de maneira informal, uma programação para essa rota de saída da petroleira. Uma das iniciativas é a conclusão da negociação do contrato de nafta que vence no fim do ano, com o objetivo de tirar a pressão sob o preço do papel. A nafta é a principal matéria-prima da indústria petroquímica e fornecida pela Petrobrás.
O Estado de S. Paulo - 05/02/2020
See this news in: english espanhol
Other news
DATAMARK LTDA. © Copyright 1998-2020 ®All rights reserved.Av. Brig. Faria Lima,1993 third floor 01452-001 São Paulo/SP